Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tarot na net: a qualquer hora e em qualquer lugar

Com o meu método, pode através da internet fazer uma tiragem de tarot com veracidade e seriedade sem sair de casa. Poderá experienciar o mundo do tarot de uma forma muito positiva: tarot_net@sapo.pt

Tarot na net: a qualquer hora e em qualquer lugar

Com o meu método, pode através da internet fazer uma tiragem de tarot com veracidade e seriedade sem sair de casa. Poderá experienciar o mundo do tarot de uma forma muito positiva: tarot_net@sapo.pt

26.08.10

Dilemas interessantes e digo eu eternos


tarotnet

No outro dia (eu digo no outro dia mas o mais certo é já ter passado alguns meses!!) em consulta uma cliente abordava a questão da razão dos homens em geral terem receio de mulheres com poder ou com algum ascendente de poder.

No caso particular, ela uma mulher de sucesso não conseguia ter uma estabilidade emocional porque os homens não paravam muito tempo ao lado dela devido ao poder que ela detinha.

A consulta evidenciava uma postura correcta da parte dela e revelava que a escolha que ela tinha vindo a fazer não era a mais acertada. Escolhia homens com também caracteristicas fortes e que eram eles proprios dominadores logo existia uma incompatibilidade entre ambos. Ao aprofundar a consulta fomos vendo que de facto os homens que surgiam eram também eles pessoas de poder e habituados a exercer esse poder, daí as relações sairem menos positivas porque as duas pessoas estavam em competição, pelo menos de forma subjectiva.

A tiragem aconselhava, dentro do possivel obviamente, que a cliente escolhesse um homem que tivesse os principios morais que ela defendesse mas que não fosse em termos de poder superior a ela e que desta forma existiria um equilibrio adequado para que a relação se prolongasse mais no tempo e depois ambos pudessem aos poucos decidir o que fazer com essa relação.

Fui agora contactado para outra consulta pois o pretendente adequado apareceu e de facto o conselho dado pelo tarot tem-se revelado como positivo e adequado para esta cliente :-)

É importante realçar que foi preciso coragem para esta mulher, mudar a atitude e a mentalidade para poder assumir que ao nivel dela, pelo menos em termos profissionais, não existia um par para ela. Esta "revelação" precisa de tempo e precisa de muita força interior mas depois de se ver o caminho é fácil de se chegar lá.

E ver o caminho nada mais é do que aceitar que as escolhas que fazemos nem sempre são as correctas e que precisamos de mudar alguma coisa para podermos ter mais, principalmente aquilo que sentimos falta.

Parabens a todas e todos que têm coragem de mudar e seguir o verdadeiro caminho :-)

E obrigado a si em particular :-)

 

22.08.09

Escolhas


tarotnet

Das coisas que mais gosto é de ficar simplesmente a admirar e observar os outros seres humanos. É um acto de voyeurismo mas que assumo totalmente porque não há nada mais interessante que observar os outros e não há sitio melhor para o fazer do que na praia :-)

Primeiro porque podemos simplesmente estar deitados e observar os comportamentos e atitudes dos restantes veraneantes e em segundo porque basicamente todos observam todos, ehehehehhe (eu pelo menos acho que sim!!!).

Mas é observar as acções e comportamentos não é observar os corpos (para que fique claro!!), pelo menos eu não observo os corpos, prefiro observar as familias e as pessoas para depois ter ideias e temas para post´s (manias!!!!).

Nestas férias observei por várias vezes os desentendimentos entre pais e filhos, em particular a falta de paciencia dos pais para lidar com os jovens rebentos.

Numa dessas discussões a certa altura a mãe disse para os miudos que os "pais também precisavam de férias e por isso ou eles se calavam ou então voltavam todos para casa e terminavam as férias e ficavam desde já de castigo porque desde que chegaram à praia não ficaram quietos".

Gosto sempre de me colocar nos dois extremos e por um lado parece-me estranho que as crianças vão para a praia para ficarem robotizadas junto às toalhas e não possam dar asas à sua energia em actividades como nadar, fazer castelos de areia ou simplesmente ir e vir com baldes de água salgada. E já nem menciono esse pormenor secundário que é o facto de os miudos passarem os dias e meses longe da companhia dos pais e ser nas férias e nestes pequenos momentos de lazer que eles podem finalmente brincar com os pais e estarem verdadeiramente em familia e felizes.

No outro extremo temos os pais que passam os dias e meses a trabalhar arduamente para que os filhos possam ter as melhores condições do mundo e possam ter as oportunidades que os pais não tiveram. De tanto fazerem pela familia os proprios pais deixam de ter uma vida propria e vivem muitas vezes na frustração de não conseguirem descomprimir e relaxar como deve ser. A intensidade do ritmo diario não permite uma convivencia permanente com os filhos mas pelo menos eles estão ao encargo de pessoas que farão o mlehor por eles e no pouco tempo que resta os pais também tentam estar presentes.

É então nas férias que aproveitam para descansar e carregar baterias, longe dos empregos e longe dos exaustivos ritmos do quotidiano e naturalmente e merecidamente precisam de repouso e não de estarem a ser incomodados nos seus dias de praia.

E então o que fazemos????

Penso que ser Pai é uma profissão a tempo inteiro e é preciso gerir com muito suor e lagrimas essa profissão, se vão para a praia com os filhos e se querem ficar a dormir na toalha então é melhor não irem!!! Porque é impossivel manter uma criança na toalha!! Não é isso que deve acontecer, na praia eles devem brincar até cairem de cansaço para que depois os pais possam ir jantar sossegados e romanticamente :-)

Fico sempre perturbado ao ouvir frases e atitudes deste género, fico com a sensação de que existe muita gente que não sabe ser pai nem mãe.

Façam escolhas conscientes e se não querem ser pais não sejam, porque ter filhos só por obrigação mais vale comprarem um animal vitual e cuidam dele quando quiserem e vão de férias descansados!!