Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tarot na net: a qualquer hora e em qualquer lugar

Com o meu método, pode através da internet fazer uma tiragem de tarot com veracidade e seriedade sem sair de casa. Poderá experienciar o mundo do tarot de uma forma muito positiva: tarot_net@sapo.pt

Tarot na net: a qualquer hora e em qualquer lugar

Com o meu método, pode através da internet fazer uma tiragem de tarot com veracidade e seriedade sem sair de casa. Poderá experienciar o mundo do tarot de uma forma muito positiva: tarot_net@sapo.pt

29.08.09

"Banco é Caixa"....Banco é mas é Ladrão!!!! Parte II


tarotnet

Depois de ter manifestado a minha indignação sobre a actuação da Caixa Geral de Depósitos aqui no blog (http://tarotnet.blogs.sapo.pt/188950.html) fiz o que acho ser a atitude correcta que é reclamar, através dos mecanismos legais.

Fui reclamar na agência da CGD (através do livro de reclamações) e passado uma semana obtive a resposta dos serviços administrativos do Banco e informavam que todas as práticas estavam legais e estavam dentro das normas vigentes, sendo que os valores praticados tinham sido préviamente transmitidos ao Banco de Portugal e que como cliente poderia sempre usufruir das diversas soluções que a CGD oferecia para não ter de pagar comissões de manutenção, desde contas a prazo com saldos superiores a 2.000 € ou então aplicar algum montante em fundos de investimento ou outros produtos de poupança, sendo que o valor também deve ser superior a 2.000 € para ficar isento de pagar comissões de manutenção.

Passado mais umas semanas recebo a resposta do Banco de Portugal (sempre que se escreve no livro de reclamação uma entidade oficial também é informada, no caso dos Bancos essa entidade supervisora é o Banco de Portugal) que me informa que depois de investigada a minha reclamação não encontraram indicios de más práticas e que tudo estava conforme a lei vigente.

Existem coisas que não consigo de facto perceber e penso que cobrar, 5 euros trimestralmente em contas com saldo médio entre 1000 e 1500 euros, 7 euros trimestralmente em contas com saldo médio entre 500 e 1000 euros, 13 euros trimestralmente em contas com saldo médio inferior a 500 euros ou em vez disto ter de fazer poupanças no valor de 2.000 € para mim algo não está bem.

Os que menos têm no banco vão pagar 52 euros anuais por despesas bancárias e desculpem-se a ignorância mas as nossas contas bancárias são assim tão grandes que precisem de pagar a um funcionário para ir limpar o cofre? Segundo sei as contas bancárias são virtuais, geridas pelo computador, se assim não fosse não existia espaço em nenhuma agencia bancária para acomodar os parcos dinheiros dos portugueses (a não ser que os bancos sejam como nos livros do Harry Potter e se assim for eu quero conhecer a minha grutazinha debaixo da minha agencia bancária).

A indignação nunca é demais :-) E pelo menos escrever não ofende ninguém e alimenta o espirito :-)

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.