Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tarot na net: a qualquer hora e em qualquer lugar

Com o meu método, pode através da internet fazer uma tiragem de tarot com veracidade e seriedade sem sair de casa. Poderá experienciar o mundo do tarot de uma forma muito positiva: tarot_net@sapo.pt

Tarot na net: a qualquer hora e em qualquer lugar

Com o meu método, pode através da internet fazer uma tiragem de tarot com veracidade e seriedade sem sair de casa. Poderá experienciar o mundo do tarot de uma forma muito positiva: tarot_net@sapo.pt

29.02.08

Carta do dia: A Perplexidade


tarotnet

Vamos encerrar a semana e o mês com uma carta que gosto especialmente, porque é uma carta que faz referência àqueles que connosco partilham esta vida.

A Perplexidade é uma carta que nos indica que temos ao nosso lado pessoas que gostam de nós e que nos ajudam nos momentos mais dificeis.

Portanto para hoje podem agradecer a todas essas pessoas que de alguma forma facilitam a vossa vida naqueles momentos mais stressantes e não só. Como a senhora de limpeza que nos permite ir à casa de banho mesmo que ela esteja em limpeza, ou o senhor da padaria que nos faz aquela torrada que sabe tão bem :-)

Apesar desta carta ser uma referência mais concreta para uma pessoa do sexo feminino, não quer esquecer os homens :-)

Todos os que nos rodeiam são importantes e hoje é dia para lhes darmos esse valor.

É sempre bom poder fazer isso assim OBRIGADO a todos vós que que realizam consultas comigo e OBRIGADO  a todos os  que visitam o blogue diariamente.

Bom fim de semana e bom resto de dia de trabalho :-)

28.02.08

Carta do dia: A Angustia


tarotnet

Quinta feira, dia 28 de Fevereiro de 2008 :-) Para hoje temos o amor em alta e isso é sempre bom :-)

A Angústia é uma carta que actua directamente na área amorosa indicando amor apaixonado e familia a crescer. Dito por outras palavras, hoje o dia é ideal para inicio de namoros, para um programa especial com a vossa cara metade, para ficarem em casa apenas a amarem-se muito e trocarem muitos mimos.

É também um dia em que em termos conjunturais fazer um filhote hoje seria benéfico ou favorável. Como temos a paixão no dia de hoje muito em alta e a paixão está ligada á vertente mais carnal do amor, ao relacionamento sexual, sem dúvida que hoje com tanto amor e paixão fazer um filho é proveitoso :-)

Por isso jovens casais a tentar engravidar... é hoje!!!! :-)

Boa quinta feira e amem-se muito. Até breve

27.02.08

Carta do dia: A Força


tarotnet

E chegados a meio da semana, em que gostamos semrpe de olhar para trás e ver o trajecto já percorrido :-) Hoje vamos ver com olhos muito confiantes e energéticos, temos no nosso caminho a Força, uma carta muito positiva que nos incita a ultrapassar sem medo os nossos obstáculos.

Com a força do nosso lado nada pode correr mal, temos energia, temos confiança, temos motivação e temos a garantia de que com todo este empenho da nossa parte nada pode mesmo correr mal. Porque é que os audazes vencem?

Porque em todos os momentos da sua caminhada eles arriscam, vão mais além e estão sempre com a motivação máxima, isso faz com que depois a recompensa seja maior e mais merecida também.

Acreditem em vocês e aproveitem esta energia muito positiva da carta da Força para irem mais além :-)

 

26.02.08

Carta do dia: O investimento


tarotnet

E para terça feira temos uma regência que de certeza gostariam que ela estivesse presente mais vezes e continuamente :-)

O Investimento é uma carta que indica situação favoravel a nivel economico e indica que hoje será um dia bom para se lançar projectos e ideias para depois mais tarde se colher esses dividendos e em concreto se colher frutos monetários.

Não afecta apenas a situação financeira, tambem indica que temos em nós a inteligencia e sabedoria para agir em prol de nós e que sabemos o que é melhor para nós nomeadamente nas acções que fazemos diariamente para que consigamos ser mais e ter mais.

Sem dúvida que a vertente financeira é importante, sem isso não podemos ter uma existencia no minimo tranquila, porquer todos temos que fazer parte desta roda imensa que é a sociedade e para isso precisamos de dinheiro e acima de tudo de uma forma de o obter de forma satisfatória. Falo naturalmente do trabalho e daí que esta regência é também boa para o trabalho onde devemos dar o nosso melhor para depois recebermos essa recompensa.

Bom trabalho e boa terça feira,

Até amanha

25.02.08

Carta do dia: A Previsão


tarotnet

E vamos dar inicio à última semana de Fevereiro, para hoje segunda feira, temos um inicio um pouco conflituoso.

A Previsão é uma carta que indica situações de tensão no modo geral, ou seja, hoje será um dia muito propicio a atritos entre as pessoas, pequenas discussões sem sentido e esta regência também indica em particular chatices com mulheres.

Por isso, caso no vosso trabalho exista alguma mulher mais conflituosa ou na vossa rotina quotidiana ela esteja presente têm ordem para afastar-se dela :-)

Hoje não é bom estarem a ter atritos, queremos sempre que os ciclos comecem da melhor forma para que também sejam mais produtivos.

Desejo-vos então uma boa semana e boa segunda feira :-)

Até breve

23.02.08

Ficção: Capitulo 1


tarotnet

Uma manhã pouco convidativa começava a surgir no horizonte, mais um dia de trabalho e mais um dia em que se tudo corresse bem iria fazer alguém feliz. Tomás olhou para o despertador que marcava 07h00 e lentamente relembrava o porquê de ter de acordar tão cedo. Primeiro que tudo porque achava que aos 26 anos já estava na altura de ser independente, segundo porque no ano anterior tinha sido promovido e com essa promoção um aumento salarial substâncial permitiu-lhe adquirir o seu próprio espaço.

Na altura achou ser uma boa ideia só que rapidamente verificou que a namorada da altura estava mais interessada num recente colega de erasmus e por isso ele em vez de ter uma casa para poder cometer as loucuras que achava ir cometer, passou a ter um espaço para poder acumular mais trabalho que trazia do emprego.

Habitualmente 5 minutos de pensamentos soltos a olhar para o despertador chegavam mas hoje por alguma razão achou que deveria ir um pouco mais além. Enquanto tomava banho olhava para o seu rosto e repetidamente fazia a seguinte pergunta, "Afinal para que te levantas Tomás?".

A questão ficava sempre no ar, tomava o pequeno almoço e saia de casa a caminho do Armazém 14, local onde trabalhava. A empresa "Fast Deliver" tinha a sua sede em três pavilhões nos arredores da cidade, uma empresa que funcionava 24 sobre 24 horas e tinha nos últimos anos aumentado o seu fluxo comercial. O Tomás estava na empresa à cerca de 4 anos, inicialmente como despachante de encomendas mas rapidamente se viu entolado de encomendas que por alguma razão não chegavam ao destinatário. Nas horas mais mortas começou a estruturar um plano para conseguir entregar as encomendas perdidas e rapidamente deu nas vistas ao executar com sucesso este seu objectivo. Ao fim de 3 anos a "Fast Deliver" criou um departamento especifico para as encomendas não reclamadas ou perdidas e ele foi o escolhido para chefia-lo. A noticia saiu nos jornais e a empresa conseguiu muita publicidade à custa desta eficiência do novo Departamento. Para Tomás o trabalho tinha aumentado mas o salário também, isso agradou-lhe e ainda podia chefiar um departamento de duas pessoas. Ele próprio e uma assistente administrativa, a Raquel.

"Porque te levantas de manhã'"............"Para descobrir o rasto às encomendas!"- Era isso mesmo, ele adorava fazer essa pesquisa, talvez até devesse ser detective. Quem sabe um dia não o seria, de momento tudo o que o excitava era a emoção de descobrir o destinatário da encomenda. Era uma sensação que para ele pagava qualquer esforço, quer fosse os bolinhos de natal que estavam perdidos ou então o simples peixe fresco enviado com todo o cuidado à 4 meses atrás e que agora já cheirava muito mal. Graças ao sistema que implementou a taxa de sucesso de devolução ultrapassava os 80%. "Muito bom mesmo"- pensava ele enquanto estacionava o automovel.

Ao contrário do Tomás, a Raquel estava ainda a aprender a gostar do trabalho que fazia. Estava a tentar concluir um curso superior que em teoria lhe daria mais hipoteses de sucesso mas o tempo foi ditando que mais valia arranjar uma ocupação e que os estudos deveriam ficar para segundo ou mesmo terceiro plano. O pai dela era motorista da empresa e quando o novo Departamento abriu ela conseguiu o emprego graças a uma cunha bem metida. O trabalho era leve, requeria apenas método e persistência e o salário não era de deitar fora. Sobre o seu chefe ainda nem tinha bem uma ideia construida. Simpatizava com ele mas achava-o por vezes muito sério, já o esteve para convidar várias vezes para sair mas sempre achou que ele deveria ser do tipo que só vive para o trabalho e nem deve saber divertir-se por isso trabalhavam juntos mas conviviam pouco.

Ela chegava aos escritórios por volta das 8h00 e ao contrário do que poderia supor, ao ver um dia chuvoso que a tornava melancólica, hoje o dia seria tudo menos isso. Á espera dela encontrava-se um pacote e um motorista bem interessante. Se havia coisa que nunca lhe escapava era o fisico de um homem e este era bem constituido - Bom dia, é você que está encarregue deste departamento?- disse o motorista que sorria para ela.

- Sim, quer dizer, trabalho aqui sim. Vem deixar esse pacote?- Enquanto falava abriu a porta e foi buscar as respectivas folhas para se poder dar inicio ao preenchimento da entrada de um novo processo. - Diga-me, há quanto tempo anda esta encomenda no sistema?

O motorista abriu o pacote e retirou de lá umas folhas de papel iguais às que a Raquel tentava preencher - Nós recebemos ordens para fazer já o preenchimento das fichas e por isso já está tudo aqui, verifique apenas para poder ir fazer a minha ronda. - A Raquel não mostrou mas ficou orgulhosa, o Tomás jpa tinha dito que iria fazer cumprir essa norma, mas ela nunca pensou que pudesse ser tão cedo. Mas a prova estava ali, também este motorista era novo e compreendia bem o questionário. Alguns motoristas mais velhos iriam ter dificuldade mas isso não era para ser lembrado agora. Verificou as fichas e estava tudo bem, despediu-se do motorista simpatico e colocou mãos à obra.

O pacote já estava aberto mas o conteúdo do mesmo não, dentro do pacote estava um volúme completamente selado por várias camadas de papel e fita cola. Este momento era sempre uma emoção, neste ponto partilhava do extase do Tomás, nunca se sabia o que as encomendas continham, no fundo ela esperava sempre que se revelasse grandes segredos mas a verdade era bem menos interessante. Esta não seria excepção e por isso cortou as camadas de papel quase mecânicamente e mal viu o que era susteve a respiração. Pela primeira vez achou que deveria ser alguma coisa importante, parecia estupido mas sentia. Por alguma razão aquela encomenda estava a mexer com ela, por debaixo das diversas camadas de papel e fita estava um caderno manuscrito, dentro do mesmo estavam várias folhas soltas o que ainda davam um aspecto mais misterioso. A Raquel não aguentou e abriu o caderno, de imediato uma folha solta caiu e ela soltou um grito, quase como se tivesse cometido algo de mal. Pegou com muito cuidado na folha e começou a ler:

"Querido Ricardo, recebi o teu diário e segui as instruções que me deste. Ele ficou na minha posse o tempo que achaste necessário mas como bem previste ele não pode ficar muito tempo no mesmo sitio sem que rapidamente seja detectado. A teu pedido envio-te de volta e espero que ele não caia em mãos erradas. Toma cuidado contigo e mal o recebas diz-me qualquer coisa, estou muito nervoso sobre este envio, agora que sabem que está aqui comigo receio que ele possa ser desviado. Mas meu bom amigo, confio em ti e se tu achas ser isso o melhor a fazer assim o farei. Cuida de ti."

Acabava de estacionar o carro e já via a Raquel a correr em direcção a ele, "Queres ver que temos crise hoje?!". Abriu a porta do carro e cumprimentou a assistente - Bom dia Raquel, estamos muito energéticos hoje- disse com ar trocista.

- Tomás temos um achado nas nossas mãos, temos de encontrar o dono de um diário. Ele é tarólogo e chama-se Ricardo Sousa. Acho que corre perigo de vida e este diário também é perigoso porque deve conter alguma informação - Ela desbobinou a informação toda que praticamente nem conseguia respirar e foi preciso o Tomás segura-la se não ela iria decerto cair. - Explica-me isso bem....Temos um bruxo e um diário e o que mais?

- Não é bruxo Tomás, temos na nossa posse um diário de um tarólogo e precisamos de o devolver. Isto é importante Tomás - E pegou na mão dele e dirigiram-se para os escritórios.

 

.................................................................Continua......................................................................................

22.02.08

Carta do dia: A Tranquilidade


tarotnet

Vamos encerrar mais uma semana. Como todos os ciclos que começam este também tem o seu fim :-)

Para o dia de hoje temos a regência da Tranquilidade, que nos indica que o nosso esforço vai ter a sua recompensa.

 Depois de uma semana em que a introspecção foi constante, vamos assim partir para o fim de semana com a ideia renovada de que vale a pena fazer esforços e lutarmos por aquilo que queremos.

Boa sexta feira e até breve

21.02.08

Carta do dia: A Rivalidade


tarotnet

Para quinta feira temos a Rivalidade para reger o nosso dia.

Esta carta indica que devemos ter atenção e cautelas porque podemos ser vitimas do nosso próprio descuido. Devemos agir com cuidado quando os assuntos assim o requerem e devemos arriscar quando a maré está favoravel.

Perceber esta dinamica constante da vida é que dita o sucesso e insucesso perante os desafios a curto e médio prazo.

Para hoje a regência indica-nos atenção e precaução. Devemos avaliar bem os inimigos e possiveis situações de perigo que podem nos querer colocar, não se deixem esmorecer pelas "facadas" dos amigos, quer seja a nivel profissional quer seja a nivel pessoal.

Neste dia poderão ser "atacados" em diferentes frentes mas faz parte da vida, também temos de viver os momentos menos bons para podermos apreciar os momentos realmente bons.

 

20.02.08

Carta do dia: Os Acordos


tarotnet

Eu não disse que quarta feira chegava rapidamente?! Pois é, já estamos na quarta feira, dia 20 de fevereiro de 2008.

O dia de hoje tem uma regência interessante, os Acordos. Uma carta também introspectiva e desta vez uma carta com influência nos nossos valores e bases da nossa personalidade, ou seja, eheheheheh, desculpem lá fazer este àparte mas por vezes dizem-me que uso umas palavras assim para o complicadas e que depois tenho sempre que dizer "ou seja", agora como usei essa expressão lembrei-me disso!! Mas vamos lá continuar:

...Ou seja, aquilo que nós somos é baseado naquilo que acreditamos, que fomos aprendendo através da nossa educação e cultura, aquilo que somos fieis e aqueles principios pelos quais regemos a nossa vida.

Em cada atitude nossa nós agimos em conformidade com isso, fazemos compromissos e esta carta indica que devemos acima de tudo ser fieis a isso, àquilo que no fundo nós somos. Não adianta sermos alguém que não somos nós, devemos seguir aquilo que achamos ser o mais correcto e termos a coragem de enfrentar tudo e todos caso a sociedade não compreenda a nossa postura.

Muitas vezes somos obrigados a agir contra a nossa vontade mas o importante é tentarmos diariamente lutar contra isto tentarmos aos poucos impor a nossa personalidade e principios em tudo o que fazemos.

Fquem bem

19.02.08

Carta do dia: A Inveja


tarotnet

Hoje é terça feira, dia 19 e temos a Inveja no nosso percurso diário.

A inveja é uma carta que interfere muito nas questões financeiras e laborais, por isso não se espantem que hoje estejam mais stressados com contas ou com pensamentos menos positivos sobre a vossa economia pessoal.

Mas não se precupem geralmente a terça feira é um dia de tensão devido a ser um dia antes do meio da semana. Por natureza queremos que a meio de qualquer coisa já se verifiquem resultados e por isso o meio da semana é sempre marcado por uma revisão dos dias anteriores para se fazer uma "contagem" do que já está feito e realizado.

Amanha já é quarta feira :-)

Bom resto de dia e até amanha.

Pág. 1/3